O termo compliance tem origem inglesa e significa agir de acordo com uma regra. Colocá-lo em prática dentro de uma organização, portanto, é assegurar que ela vai estar em conformidade com leis e regulamentos externos e internos.

Trata-se de um sistema humanístico, ativo e multissetorial que busca a interatividade organizacional, objetivando o completo cumprimento das normas legais inerentes às atividades da companhia.

Esse sistema é sustentado por pilares de suporte, os quais dão à organização um fluxo vivo de procedimentos e ações, oferecendo ao mercado maior segurança para o fomento do ambiente de negócios. Isso porque é preciso que o público saiba da adoção de boas práticas.

Além de interpretar as leis que regem as atividades da companhia, o compliance é garantia de um eficiente controle interno, permitindo que a mesma esteja sempre atenta aos riscos operacionais.

Com o entendimento sobre o que está sendo cobrado e o que pode melhorar, a consequência certa da adoção do compliance é a conquista de maiores índices de eficiência, eficácia e confiabilidade.