Na hora de fazer uma companhia prosperar, tão importante quanto obter lucro é proteger o seu patrimônio, principalmente quando se há sócios e entre eles, relações familiares.

A proteção patrimonial, portanto, é o termo designado para a ação de proteger o patrimônio da companhia e dos seus empreendedores. Neste caso, o objetivo é blindar os bens da pessoa física, caso aconteça imprevistos com seu negócio.

As corporações sabem que o importante para se manterem competitivas no mercado globalizado e alcançarem suas metas é ter coragem para romper com o mundo antigo dos negócios, tornando-se mais ágeis, flexíveis e confiáveis.

É bastante conhecido o ditado de que não se deve levar todos os ovos no mesmo cesto. Isso, em termos de planejamento patrimonial, significa a diversificação dos recursos, dos bens e dos investimentos financeiros da companhia.

Nota-se que a proteção patrimonial exige mais do que tino para a realização de negócios. Requer conhecimento especializado e eficaz.